Posts Tagged ‘Tokyo’

Louis Vuitton

May 29, 2009

coolstuffsA famosa marca de bolsas criou um novo conceito de loja que funciona da seguinte forma: a Louis Vuitton/underground vai funcionar durante um período limitado de tempo, o que faz com que não só as ávidas japonesas frenéticas pela bolsa, que na europa têm até limite de bolsa per capita, valorizem mais o produto, assim como os outros consumidores. É interessante observar que a própria concepção da loja tem uma atmosfera toda baseada em backstages, um lado B, com carrinhos guidastes, faixas em amarelo e preto, cones e escritos amarelos no chão, simulando um ambiente ainda por terminar. A loja vai ser aberta amanhã dia 30 de maio. Quem estiver no Japão uma conferida seria interessante.

 

lv_underground_1

louis-vuitton-underground-2

louis-vuitton-underground-3

louis-vuitton-underground-4

lv_underground_16

Advertisements

Jurgen Teller

May 28, 2009

fotosJurgen Teller está no ranking dos meus fotógrafos favoritos. Sua simetria, e as vezes sua assimetria simétrica são realmente absurdas. Nascido na Alemanha em 1964, estudou fotografia em Munich e se mudou para Londres onde vive atualmente. É reconhecido e respeitado principalmente pelo mundo da moda. Fotografou para Vogue, Another, Index, W Magazine, Self Service, Details, Purple, i-D e várias outras. Nos últimos anos travou uma parceria com Marc Jacobs. Esse post mostra uma de suas publicações: “Do you Know what I mean”. Que foi fotografada quase toda em Tokyo. Atenção para como Teller captura a natureza, atenção  para a campanha feita pra Versace e um portrait da Meg White.

 

sc008a0a04

sc008a4d13

sc008a33c9

sc008a82a6

sc008aa626

sc008ac8b4

sc008af034

sc008b0c22

sc008b33eb

sc008b5063

Akira

May 20, 2009

cinemaQuando lembro das animações que via na minha infância, vejo a discrepância da qualidade dos desenhos animados que as crianças de hoje em dia são condicionadas a ver. Digo sem nenhum tipo de saudosismo. É claro que existem coisas muito boas atualmente, boas e escassas dentre as mesmices dos animês pré-fabricados e totalmente comerciais, sem nenhuma preocupação formal e estética.  Mesmo depois de muitos anos me lembro perfeitamente de flashes dos takes das luzes das super motocicletas de Akira. O filme certamente não é direcionado para o público infantil, pois contém violéncia, drogas, narrativa complexa e mesmo assim, não entendendo nada, meu fascínio era o mesmo.  Hoje vejo que tive fruições com a animação de Otomo, não me importava o roteiro ou qualquer outra análise cinemátográfica, pois era apenas uma criança, no entanto meus olhos permaneciam vidrados nas cores, nas personagens e nos aspectos formais que mal sabia o que eram mas que nunca imaginaria ver um dia.

Katsuhiro Otomo, um fã condicional dos filmes Americanos como dos comic books, primeiramente publicou sua obra prima em quadrinhos e somente em 1982 começou a trabalhar Akira em formato de animação. Nesse entre meio sua fama como autor de ficção científica foi crescendo cada vez mais e foi convidado para fazer um trabalho como designer de personagens para uma ficção chamada Harmagedon e apesar do sucesso da obra, para Otomo foi uma experiencia extremamente desagradável graças a falta de controle da criatividade. Como resultado, quando uma empresa maior mostrou interesses financeiros em realizar Akira, que ainda estava sendo animado, Katsuhiro Otomo recusou a proposta até se tornar o principal diretor com controle total sobre tudo.

Akira foi lançado em 1988 e foi um estrondoso sucesso, tanto comercialmente quanto em termos de criatividade . Ano passado esse clássico fez 20 anos com uma caixa de comemoração, que continha uma camiseta e 2 DVDs, um com o filme original e outro com cenas cortadas e inéditas. Imperdível. O pioneiro dos Animes mesmo depois de vinte anos ainda não foi superado por nenhum outro filme do gênero. Seguem exemplos dos Comic Book de Akira que é uma trilogia e o objeto de consumo:

sc01e2b270sc01e2d21asc01e290a9sc01e302a2akira1